20 de abril de 2008

Live act de encher o olho...

... de encher o olho e o belo do ouvido.
Já tenho uns anitos de sets de electro, e este dos MSTRKRFT (ler Master Kraft) foi de facto acima das minhas melhores expectativas. Foi forte, foi fortíssimo... sem quebras de ritmo e sempre com a mistura explosiva de rock e electro, fundindo-se em Maximal, trouxeram à pista do Lux esta quinta-feira um dos melhores sets que já presenciei, senão mesmo o melhor de todos (ainda ando a fazer comparações com outros para ver qual deles o melhor...).
Até crown surfing houve naquela pista de dança, tanto da parte do público como da parte de um dos elementos dos MSTRKRFT!!!!!!!!!! Nunca antes visto num dj set, pelo menos por mim...
video

15 de abril de 2008

Rescaldo do concerto de sexta...

Decidi colocar aqui uma critica que vi ao concerto no site da best rock fm news.

Aqui vai:

"Depois de concertos com os Silence 4 e os Humanos, David Fonseca apresentou-se pela primeira vez em nome próprio este Sábado no palco do Coliseu dos Recreios. A mítica sala lisboeta esgotou para receber o ponto alto da digressão "Dreams in Colour Live". A transformação dos sonhos musicais em realidade festiva começou ao som de quatro mariachis, antes de '4th Chance' e do frenético 'Our Hearts Will Beat As One' darem início à actuação. Seguiu-se a versão de 'Song To The Siren', de Tim Buckley, como vem sendo hábito, com David a segurar uma lanterna. Do globo central pendiam dezenas de lanternas ligadas, quais estrelas a compôr o cenário da noite. Era a criatividade de David Fonseca nos espectáculos a começar a manifestar-se. Nesse campo o artista pouco tem a provar: já lhe conhecemos a capacidade vocal assinalável, a postura sóbria, segura e louca q.b., o perfeccionismo e o sentido de humor. «Bem dispostos? Eu estou muito bem disposto esta noite», afirmou o músico. Qual peça de teatro, o concerto dividiu-se em vários actos, com vídeos sobre a sua forma de estar na vida e na música a separar grupos de canções. 'Someone That Cannot Love' e 'Who Are U?' foram dois momentos plenos de emoção, com direito a telemóveis no ar, enquanto as frenéticas 'Superstars', 'The 80's' e 'Rocket Man' deixaram o público em polvorosa. De novo com surpresa, 'Silent Void' foi interpretada por David de megafone na mão numa plataforma giratória e em 'This Raging Light' um stripper masculino dançou em cima do piano em que Fonseca se sentou para interpretar 'Kiss Me, Oh Kiss Me'. Um momento memorável foi quando se ouviu a voz de Rita Redshoes na arrepiante 'Hold Still', «uma das canções que eu mais gosto de cantar ao vivo, inicialmente pensei que era uma música sobre a solidão das grandes cidades mas, depois, apercebi-me de que é apenas sobre solidão», referiu David Fonseca. Além da cantora dos sapatos vermelhos (piano, voz), Bruno Simões (baixo), Paulo Pereira (teclados), Nuno Nascimento (bateria) e Ricardo Fiel (guitarra eléctrica) compunham a banda de suporte.As canções popularizadas pelos Silence 4 pertencem cada vez mais ao passado, no entanto, o incontornável 'Angel Song', a primeira música que escreveu, foi cantada pelo público a plenos pulmões, uma prova de que o quarteto de Leiria ainda não foi esquecido. De há algum tempo a esta parte, as versões ocupam lugar cativo nos discos e nos concertos de David Fonseca. A apresentação do Coliseu não foi excepção e os fãs foram brindados com mais uma mão cheia de covers: 'Rocket Man' (Elton John), 'Still Loving You' (Scorpions), 'Space Oddity' (David Bowie), 'Video Killed The Radio Star' (The Buggles), 'Together In Electric Dreams' (Philip Oakey), 'A Little Respect' (Erasure), 'All Day And All Of The Night' (The Kinks) e, no primeiro encore, em jeito de medley,'Wannabe' (Spice Girls), 'Maneater' (Nelly Furtado), 'I Just Can't Get You Out Of My Head' e 'Umbrella' (Rihanna). Ao segundo encore David surpreende novamente, quando entra em palco deitado numa cama e vestido a rigor como se fosse dormir. «Lisboa, está na minha hora. Foi uma noite bonita, agora vou dormir», referiu, antes de interpretar 'Dreams In Colour' no meio de uma chuva de bolas de sabão. 'Together In Electric Dreams', um original de Philip Oakey dos Human League, intercalada com 'A Little Respect', dos Erasure, fecharam a noite em verdadeira apoteose. David Fonseca nem sempre quis ser músico, houve tempos em que pensou ser agente secreto, carteiro ou homem do lixo, ainda bem que seguiu a primeira opção.



E agora as fotos (nao fiquei muito perto do palco):






12 de abril de 2008

David Fonseca hoje no Coliseu

... e ainda por cima vai estar lotado.
AhAhAh vai ser tao forte, vai ser Fortíssimo...

Vou só ali carregar as baterias da máquina fotográfica e esvaziar os cartões de memória e já volto. Ok??

Hasta